Tag Archives: Roupa

Como cuidar da roupa do bebé

Cuidados com a roupa do bebé

A roupa do nosso bebé está em contacto com a pele durante todo o dia. Por este motivo é importante tentar que não cause reações alérgicas da pele ou infeções.

No entanto, como em tudo, há que aplicar algum bom senso aos cuidados com a roupa. Se o bebé está frequentemente ao nosso colo e agarrado à nossa roupa, não faz muito sentido que os cuidados com a roupa do bebé sejam muito diferentes dos nossos.

Algumas regras para os cuidados com a roupa são:

Lavar a roupa do bebé em separado

Esta regra é especialmente importante durante o primeiro mês, em que o sistema imunitário é particularmente vulnerável e ainda houve pouco contacto com a flora microbiana dos pais. De salientar que todos nós temos um conjunto de bactérias que vivem conosco e essas bactérias passam para o nosso bebé desde o nascimento; por outro lado o bebé também nos vai passando algumas bactérias dele, de modo que a flora microbiana dos dois acaba por se tornar igual. Aos 3 anos os bebés têm uma flora microbiana semelhante à do adulto.

As bactérias que vivem conosco passam para o nosso bebé no parto e depois predominantemente pela pele e não pela roupa.

Continua a ser recomendado na maioria dos cursos de preparação para o nascimento e cursos de puericultura a lavagem em separado até aos 6 meses, sem no entanto haver uma fundamentação para esta regra.

A roupa do bebé deve ser lavada com detergente próprio para bebé e sem utilizar amaciadores

A roupa do bebé deve ser lavada com produtos que tenham a menor quantidade de perfume possível. Não sei se se terão lembrado alguma vez de comparar os rótulos dos detergentes “normais” e dos detergentes para bebé, mas a maior diferença é a presença de enzimas, corantes e emulsificantes nos primeiros e a quantidade de fragrâncias. Estas substâncias podem ser irritantes para a pele do bebé.

Os amaciadores funcionam por formarem uma camada à superfície da roupa e “atraírem” os fios do tecido de forma a que “se levantem”, dando à roupa uma consistência mais macia. Estes amaciadores também contêm corantes e fragrâncias, pelo que podem irritar a pele do bebé.

A roupa do bebé deve ser lavada “à mão”

Hoje em dia a maioria das máquinas de lavar roupa têm programas próprios para roupas delicadas e até programas de “lavagem à mão”. A utilização da máquina de lavar tem a vantagem de poupar tempo aos pais mas também de ser uma lavagem mais eficaz, por durar mais tempo e permitir um contacto com os detergentes e um enxaguamento e centrifugação mais profundos do que o que é feito manualmente.

É importante garantir que a temperatura não ultrapassa os 40ºC. Podem ser efetuadas lavagens em programas de 20-30 minutos e com centrifugação.

A roupa do bebé deve ser bem seca

Na maioria dos cursos de preparação para o nascimento e puericultura é recomendado que a roupa seja seca na corda e ao Sol. O motivo para esta recomendação é que o calor e luz do Sol matam as bactérias. Há que lembrar que as bactérias andam em todo o lado e portanto quando recolhemos as roupas da corda elas já estão contaminadas com bactérias do ar. As molas com que as prendemos também não são assépticas.

O Sol funciona como um desinfectante na medida em que a radiação ultravioleta é eficaz em reduzir a quantidade de bactérias que estão na roupa.

A desvantagem de colocar a roupa a secar ao Sol é que facilmente fica repleta de pólens, sobretudo na Primavera e Verão e outras impurezas nas alturas em que está mais ventoso e está comprovado que a roupa seca na corda causa mais alergias do que se for seca no secador.

A secagem da roupa na máquina de secar é perfeitamente aceitável. As máquinas de secar atingem os 52-58 ºC, temperaturas muito superiores às ambientes e que também são eficazes a reduzir a quantidade de bactérias na roupa. O problema é que a maioria das roupas do bebé vem com o sinal na etiqueta de proibição de secagem na máquina, ou seja, pode encolher. Muitas roupas com este sinal toleram bem a máquina de secar, por isso é uma questão de ir vendo, mas arrisca-se a que algumas roupas fiquem inutilizadas.

Na máquina de secar pode utilizar bolas de ténis (devidamente lavadas) que, com a rotação do tambor, funcionam como um amaciador sem a desvantagem dos corantes e fragrâncias.

A noção mais importante é que a roupa nunca deve ser guardada húmida, não tanto pelas bactérias que contém mas sim pelos fungos, que gostam de humidade e podem contaminar a pele do seu bebé.

A roupa do bebé pode ser passada a ferro

Aqui escrevo pode, porque este conselho é excelente para quem pode mas pessoalmente eu daria em maluca se passasse a ferro as cerca de 40 peças de vestuário que a minha bebé utiliza por semana …

O ferro atinge temperaturas de 180-220ºC mas o contacto com a roupa é curto. A eficácia a diminuir a quantidade de bactérias é semelhante à utilização de um secador durante 30 minutos (que acaba por ser mais prático para quem o tiver). Quem estende a roupa ao Sol já fez este passo de expôr a radiação UV e diminuir a quantidade de bactérias, para além de que as bactérias que estão na roupa não são nocivas para o bebé, na generalidade.

A roupa do bebé deve ser inspeccionada regularmente e removida se não estiver em condições

Este ponto é especialmente importante no que toca a molas e botões. De cada vez que veste o seu bebé deve verificar se alguma mola ou botão está solto, porque o bebé pode pegar e levar à boca. As molas e botões são objetos pequenos e há risco de aspiração e obstrução das vias respiratórias. Este ponto é o mais importante de todos.

No fim de tudo isto, keep calm que não é a roupa que vai trazer mal ao seu bebé. Eu pessoalmente é coisa que não gosto de fazer é tratar da roupa e nada disto me dá nenhum prazer; só gosto de a comprar! Costumo fazer 2-3 máquinas de lavar por semana, seco a roupa na corda (e em breve vou começar a utilizar o secador, porque é difícil expor ao Sol no Inverno) e guardo quando está bem seca.