Como organizar as sestas do bebé

A importância das sestas do bebé

Dormir é tão importante para o bebé como comer. Foi a conclusão de um estudo recente da Sociedade Portuguesa de Pediatria (SPP).

Por isto é importante deixar que os bebés durmam tudo o que precisam e sobretudo não os manter acordados para que durmam melhor à noite. Estas indicações mantêm-se até aos 5/6 anos de idade e foram emitidas recomendações neste sentido às escolas pela SPP.

Se o seu bebé já vai à escola, confirme junto das educadoras se fazem períodos de sesta.

É importante salientar que, a partir dos 4 anos, a necessidade de fazer a sesta varia de criança para criança e deve ser avaliada pela educadora em conjunto com os pais.

O sono é importante para o desenvolvimento cognitivo da criança e a SPP concluiu que a privação da sesta conduz a problemas na regulação do humor, alterações cognitivas, do comportamento e da mobilidade. Algumas consequências possíveis são o fraco rendimento escolar, perturbação de hiperatividade e défice de atenção, ansiedade e depressão e alterações da dinâmica familiar.

Dormir as horas de sono necessárias desde cedo na vida está associado a um melhor perfil cognitivo aos 6 anos, sobretudo a inteligência não verbal, não parecendo afetar a compreensão.

Por este motivo este assunto é muito importante na promoção do desenvolvimento e bem estar físico e psíquico dos nossos bebés.

Duração e organização das sestas

Os recém-nascidos não têm padrões de sono organizados e, na generalidade, dormem períodos de 2-4 horas de cada vez. Só por volta das 6 a 8 semanas começam a fazer períodos mais prolongados de sono, dormindo mais de cada vez, mas menos vezes. Nesta idade habitualmente precisam de 2-4 sestas por dia, por vezes mais.

Aos 3 a 4 meses os bebés começam a ter um padrão mais previsível de sono durante o dia e a ter aquilo que se chama de sestas organizadas. Nesta fase é importante tentarmos que o bebé faça sestas nas mesmas alturas do dia, para que se adapte a uma rotina; alguns bebés fazem sestas mais prolongadas, outros seguem um padrão mais irregular e fazem sestas mais curtas.

Aos 6 meses os bebés fazem geralmente 3 sestas ao dia: uma no início da manhã, uma no início da tarde e outra ao fim da tarde. Aos 9-12 meses reduzem para duas sestas ao dia: uma de manhã e outra à tarde e aos 18 meses fazem apenas uma sesta à tarde.

Estratégias para organizar as sestas do bebé

Ler os sinais

Quando o bebé começa a esfregar os olhos e a ficar agitado ou adormece sempre à mesma hora, já nos indica a hora em que está pronto para dormir. Ajuda registar os horários destes sinais e das sestas durante 2 semanas. Nas alturas em que mostra estes sinais, podemos embalar para que adormeça antes de ficar demasiado cansado e rabugento.

Manter uma rotina consistente

Devemos tentar que os horários em que os embalamos para dormirem a sesta sejam sempre os mesmos; da mesma forma devemos evitar fazer atividades que colidam com o horário da sesta. Se o bebé está na escola, devemos seguir o horário da sesta que faz durante a semana.

Não dramatizar quando há interrupções

É impossível pôr toda a rotina da casa a rodar todos os dias à volta do horário da sesta, sobretudo se viverem outras crianças na mesma casa; se num dia a sesta não é feita ou começa mais tarde, não há problema; com uma rotina consistente facilmente conseguiremos voltar ao horário que estabelecemos.

Ter um ritual da sesta

Geralmente este ritual é mais curto que o que fazemos antes de ir dormir; pode incluir por exemplo ler uma história e depois embalar.

O que fazer na hora da sesta?

  • Pôr o bebé a dormir no berço ou alcofa de barriga para cima: exatamente como fazemos à noite.
  • Diminuir a luminosidade no quarto: baixar o estore ou persiana ou correr a cortina, aproximando o mais possível do ambiente noturno.
  • Certificar que as roupas com que dorme são confortáveis e adequadas à temperatura ambiente: não é necessário vestir o pijama.
  • Fazer atividades calmas antes da hora da sesta: devemos evitar som alto ou brincadeiras muito estimulantes.
  • Pôr o bebé no mesmo sítio onde dorme à noite, se possível: desta forma o bebé vai associar o berço/alcofa à hora de dormir.
  • Em viagens ou saídas de casa na hora da sesta, levar os objetos que o bebé associa à sesta: como livros de histórias ou bonecos.
  • Evitar que o bebé atinja uma fase de cansaço antes de iniciar o ritual da sesta: quando estão muito cansados alguns bebés não conseguem adormecer.

Se as sestas forem sempre curtas (menos de 1 hora), não é necessário preocupações, desde que o bebé não esteja agitado, irritado ou difícil durante as horas em que está acordado.

Se o bebé não dorme praticamente nada e não faz sestas, não é motivo para nos culpabilizarmos. Tudo o que devemos fazer é oferecer ao bebé a oportunidade de dormir sempre que precisa e num horário consistente. Se o bebé não dorme mas está bem disposto durante o dia, provavelmente não precisa desse período de sono.

Os bebés que dormem melhor de dia, dormem melhor à noite?

A verdade nesta afirmação está no facto de que as crianças que ficam exaustas, apesar de estarem muito cansadas não conseguem adormecer e acabam por chorar e ficar muito agitadas antes de adormecerem. Por este motivo, as crianças que não dormiram o que precisavam durante o dia, mais facilmente estarão cansadas à noite e ultrapassam este limiar em que se torna mais difícil adormecerem. Como adormecem mais dificilmente também dormem menos.

Esta sequência de acontecimentos acaba por levar a um ciclo vicioso.

No entanto, esta afirmação é falsa na medida em que um bebé que durma pouco de dia mas que esteja sempre bem disposto, provavelmente não precisa de mais sono durante o dia e em nada afeta o seu sono à noite.

Duração do sono nas 24 horas por idade

A duração de sono é variável de bebé para bebé. A Associação Americana de Pediatria descreve o número de horas em média para cada grupo etário mas os bebés não se comportam todos da mesma maneira nem sabem ver as horas, pelo que não há motivo para preocupações se o bebé estiver bem disposto e calmo durante o dia, mesmo que durma menos do que o que indico abaixo.

  • Recém-nascidos: 8h30 à noite, cerca de 3 sestas totalizando 7 horas de sono de dia; um total de 15h30 nas 24 horas.
  • 3 meses: 10 horas de sono à noite, 3 sestas por dia totalizando 5 horas de sono; um total de 15 horas de sono.
  • 6 meses: 11 horas de sono à noite, 2 sestas por dia totalizando 3h15 de sono; um total de 14h15.
  • 9 meses: 11 horas de sono à noite, 2 sestas por dia totalizando 3 horas; um total de 14 horas de sono.
  • 12 meses: 11h15 de sono à noite, 2 sestas totalizando 2h30; total de 13h45 de sono.

Em conclusão, a nossa obrigação como pais é certificarmo-nos que damos ao bebé as condições necessárias para dormir o que precisa, nomeadamente desenvolver rotinas e rituais de sono e oferecer ao bebé um lugar calmo para dormir, ao qual esteja acostumado. Se o bebé não dorme tudo o que está tabelado, não nos devemos culpabilizar. Não podemos fazer mais nada e, se o bebé está bem disposto, não há razão para pensar que precise de mais horas do que as que está a dormir.

Aqui por casa, aos praticamente 3 mesinhos, temos a sorte de passar noites descansadas de 9 horas e fazer uma sesta entre as 9h e as 11h. Mas o resto do dia é uma festa! Não há quem feche o olho mais de 15 minutos seguidos!

Um comentário a “Como organizar as sestas do bebé”

  1. Mary Bolacha diz:

    Olá,

    Acabei de ler o seu post, e tenho uma questão, se for possível responder… o meu bebe tem 3 meses e infelizmente n consegue fazer sestas maiores que 30/45 min, e acorda sempre rabujento. Alguma sugestão para q consiga aguentar mais tempo?
    Obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *