Category Archives: Atividades

Como organizar uma ida à praia com o bebé

O que levar para a praia com bebés?

A praia pode ser muito divertida mas também pode ser muito enervante, sobretudo com bebés entre 1 e 4 anos, que já andam e correm pela praia mas ainda não percebem a necessidade de não se afastarem muito.

Aqueles dias que conhecíamos de estarmos na praia na toalhinha, a torrar ao Sol, já nos parecem bem longínquos mas isso não significa que não nos seja possível aproveitar a praia e redescobrir algumas atividades com os nossos bebés, das quais já nem nos lembrávamos.

Há que planear muito bem o que levar para a praia e o primeiro princípio é uma mala grande! (aliás, com miúdos, são quase sempre malas grandes, seja para o que forem utilizadas)

Lancheira térmica

Precisamos sempre de levar alguma comida, que os bebés possam devorar entre brincadeiras, e água.

Água fresca

O ideal é levar um termo que tenha uma tampa de onde se possa beber, para evitar ter de levar copos de plástico que, não só têm um custo, como prejudicam o ambiente e ocupam espaço.

Snacks

É uma boa ideia levar pequenos snacks que não se estraguem com o calor, como sejam bolachas de água e sal; se levarmos lancheira, é sempre saudável e um bom hábito levarmos fruta e podemos levar também sandes; devemos evitar o fiambre ou carnes frescas na praia se não levarmos lancheira porque a exposição ao Sol estraga estas carnes e temos um risco de gastrenterite a seguir.

Toalhas de praia grandes

Para que crianças e adultos se possam sentar sem se encherem de areia, mesmo que as crianças andem por ali a correr e não se sentem um minuto na toalha.

Protetor solar

Deve ser mineral e o fator de proteção deve ser 50+ nos bebés e 30, no mínimo, para as crianças; é mais fácil aplicar o protetor em casa, porque evita confusões com a areia e cria uma rotina; além disso, nos adultos que usam protetores de absorção (não minerais), estes demoram um tempo a começar a atuar.

Moedas

Se já estamos loucos com as correrias dos bebés, estamos há 1 hora na praia e apetece-nos um gelado ou uma língua da sogra, dá jeito ter umas moedas para o vendedor ambulante.

Fraldas impermeáveis e fraldas “normais”

Se o bebé ainda não tem continência, deve usar fraldas impermeáveis quando vai à água; quando está para ir embora pode usar fraldas “normais”.

Toalhitas

Para as mudas de fralda.

Trocador de fraldas

Ajuda ter uma zona que não se enche de areia para mudar a fralda ao bebé.

Um saco impermeável com zip

Para colocar os fatos de banho à saída da praia.

Uma t-shirt para muda de roupa

Caso haja algum acidente; muitas vezes não é prático levar uma muda de roupa inteira e não tem grande mal que o bebé volte para casa de fralda; por outro lado é difícil passar o bebé por água doce na praia, encontrar um chuveiro e esquivarmo-nos a um berreiro, por isso é mais fácil voltar para casa como está; se a limpeza do carro é mesmo muito importante para nós, fica a faltar uma muda de roupa completa e uma toalha para secar.

Tenda ou chapéu de Sol

Para que a criança possa fazer uma sesta ou estar mais resguardada, o ideal é uma tenda; também é mais fácil de montar e desmontar que um chapéu. Existem tendas grandes, para toda a família e mais pequenas, para as crianças.

Brinquedos de praia

Os clássicos são o balde, pá, ancinho e peneira; permitem que o bebé fique a brincar numa zona mais limitada da praia, ao contrário do que acontece com as bolas; em dias de praia mais agitados, com muita gente, são o ideal.

Bolsa para carteira, telemóvel, documentos e chaves de casa e do carro

Ajuda que estejam guardados numa bolsa, para podermos andar atrás dos bebés e levar só estes itens, evitando que fiquem abandonados com as toalhas e tendas, com o risco que sejam levados.

Braçadeiras

Se a criança ainda não aprendeu a nadar, é mais fácil colocar as braçadeiras logo à entrada da praia porque pode ir a correr para a água e ser difícil apanhá-lo a tempo.

Braçadeiras. Imagem digital. Alibaba. Web. 6 de Agosto de 2017. <www.alibaba.com>

Chapéu

Não nos devemos esquecer que a cabeça não fica protegida pelo creme solar; mesmo que seja difícil manter um chapéu na cabeça dos nossos bebés, devemos levar.

Chinelos

O calçado deve ser o mais simples possível e na praia é para estarmos todos descalços; aos bebés andar na areia descalço ajuda à formação da arcada do pé e é uma boa atividade física.

Alguns items opcionais são:

Pano para ir à água

Existem panos de transporte de bebés, mais simples que os marsúpios, compostos pelo mesmo tecido que os fatos de banho, para que o bebé possa ir à água ao nosso colo.

Cadeira de praia para os pais

É mais relaxante estar sentado a ver o bebé mas é difícil que ele não saia da nossa área de toalhas, por isso este item não é essencial.

O mais importante é que seja um momento divertido e que não seja a mala que levámos e o que lá está que nos impeça de aproveitarmos as brincadeiras e as memórias que ficam destes dias de Verão!

Como proteger o bebé do Sol

Porque estamos no Verão … como proteger o bebé do Sol

A proteção solar é importante durante todo o ano mas principalmente nos meses quentes, isto é, de Maio a Setembro. Em Portugal o índice de radiação ultravioleta é classificado como muito alto nestes meses.

Por este motivo têm sido cada vez mais comuns as consequências adversas da exposição solar.

A pele das crianças, embora semelhante à do adulto em termos de composição, é mais delgada e mais sensível. Por este motivo as crianças têm mais facilmente queimaduras como resultado da exposição solar sem proteção cutânea. A queimadura acontece ao fim de 4 horas de exposição e o bronzeamento nas 24 a 72 horas seguintes.

As crianças ruivas, seguidas das loiras, são as mais sensíveis à exposição solar.

Que protetor solar escolher?

O protetor adequado às crianças é o mineral, que atua refletindo a luz solar, ao invés de funcionarem por absorção. A desvantagem é que se notam sobre a pele, embora este efeito esteja a ser minimizado pelo uso de processos de micronização.

A composição destes cremes é dióxido de titânio ou óxido de zinco.

O que quer dizer o fator de proteção?

Para um fator de proteção de 50, o tempo para surgir uma queimadura é 50 vezes superior ao tempo em que ela surge em pele desprotegida.

O fator de proteção mais elevado é o 50 e estes protetores usualmente têm a indicação 50+.

Nas crianças devemos procurar um fator de proteção mínimo de 30 e nos bebés é preferível 50+.

De que radiação nos devem proteger os protetores solares?

Tanto UVA como UVB, porque ambas são nocivas, a primeira originando fotoenvelhecimento e cancro e a segunda levando a queimaduras.

Atenção que o fator de proteção apenas se refere à radiação UVB, pelo que devemos sempre procurar na embalagem se também protege contra UVA.

Que outras características do protetor solar devemos procurar?

Devemos estar atentos se é resistente à água, sendo que poderão estar classificados como water resistant (resiste a 2 banhos de 20 minutos) e very water resistant (resiste a 4 banhos de 20 minutos).

Que horário devemos escolher se formos à praia com bebés?

Devemos evitar as horas do calor, entre as 11h e as 16h.

Existe alguma idade em que seja desaconselhada a exposição ao Sol?

Sim, deve ser evitado ao máximo exposição solar direta até aos 6 meses, pelo menos, e, de preferência, até aos 12 meses.

Para este efeito devemos utilizar protetores físicos quando vamos passear com o bebé, nomeadamente coberturas para o carrinho e capotas. Como estas coberturas devem ser soltas para permitir a ventilação adequada do carrinho e do bebé, é impossível evitar completamente a exposição solar direta, pelo que, mesmo nestes bebés, podemos utilizar um creme de proteção.

Pesquisando coberturas completas para o carrinho, existe a cobertura de ajuste universal da Munchkin, que refere bloqueio de 98% de raios UV, com malha respirável e abertura dianteira para acesso ao bebé. O maior problema é que, a partir dos 2-3 meses, os bebés não costumam gostar de estar atrás de uma cobertura e de não verem nada. Por isso as cortinas costumam ser uma boa opção mas há sempre alguma luz solar que passa, porque voam ou não ajustam na perfeição ao carrinho.

Que outros cuidados devemos ter?

Tentar usar roupas que tapem o máximo possível a pele (manter as t-shirts ou utilizar fatos de surf ou t-shirts aquáticas) e usar chapéu (o couro cabeludo não fica protegido pelo creme).

Se a criança utilizar óculos de sol, devem ter capacidade de filtração de radiação e não serem “de brincar”. Os “de brincar” escurecem o que as crianças vêem, de modo que mais facilmente olham para áreas com grande intensidade de radiação, que as incomodariam se não usassem os óculos.

Devemos ter particular atenção às viagens de automóvel; podemos utilizar telas protetoras e às vezes os vidros dos carros são escurecidos mas a proteção nunca é muita, pelo que devemos utilizar a capota e cobrir com uma fralda, sobretudo em viagens longas.

Aproveitem o Sol em segurança!